PT | EN

ARTE POPULAR

Apesar da inevitável contaminação de culturas, é entendida como representação individualizada de uma colectividade ou de um grupo determinado – social, económico ou cultural. Da mesma forma que na arte dita primitiva, as criações são normalmente produzidas por auto-didactas, sem qualquer formação académica, e são transmitidas de geração em geração.

Opõe-se à arte erudita, pelo seu fácil acesso e baixo custo, mas também pelos temas abordados, que têm quase sempre como referência o imaginário popular, onde o sagrado e o profano estão em permanente confronto.

Da criação artística ao artesanato, a distância é curta e nem sempre perceptível. É a marca de identidade e a passagem do tempo que distinguem o artista popular do artesão. Só é considerado mestre aquele que é assim aceite tanto pelos críticos de arte, quanto pelos seus pares.